segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Saiba como fazer Trekking e aprenda a espairecer e desanuviar a mente

O trekking, mais conhecido por caminhada, ou marcha de montanha, é feito por pessoas que procuram espairecer e desanuviar a mente, saturada pelos blocos de cimento e shoppings comerciais existentes nas cidades. É um desporto para ser praticado ao ar livre, que tem vindo a crescer exponencialmente em todo o mundo, abrangendo diversas faixas etárias. Esta atividade baseia-se na elaboração de um projeto, comumente conhecido por roteiro, onde os percursos podem ser curtos ou longos, importando apenas o prazer de caminhar. O trekking é um tipo de caminhada rústica com orientação, onde o esportista entra em contato direto com a natureza e seus obstáculos, tais como florestas, montanhas, cerrados e rios que devem ser transpostos, sempre se orientando por meio de bússola ou GPS (equipamento de orientação por satélite) proporcionando uma grande aventura, além de dores musculares. Para isso é necessário preparo físico, equipamentos de orientação, caminhada e primeiros socorros, além de muita disposição. A palavra trek tem sua origem na língua africana. Ela passou a ser amplamente empregada no início do século XIX, pelos vortrekkers, os primeiro trabalhadores holandeses que colonizaram a África do Sul. O verbo trekken significava migrar e carregava uma conotação de sofrimento e resistência física, numa época em que a única forma de se locomover de um ponto a outro era caminhando. Na língua portuguesa, usualmente, a palavra trekking significa caminhadas em trilhas. O esporte possibilita um maior contato com a natureza, e passou a ser uma atividade esportiva que cresce no mundo em número de adeptos. O trekking pode ser praticado por qualquer pessoa de qualquer idade, desde que seu limite físico seja sempre respeitado, e pode ser classificado como: - Fácil: Indicado para iniciantes com pouco preparo físico. Neste tipo de Trekking prevalece os terrenos mais planos e a duração da caminhada, em geral, não dura mais que 1 hora. - Médio: Indicado para iniciantes e amadores com bom preparo físico. Neste tipo a caminhada é realizada em terrenos com variação de altitude um pouco maior e com duração média de 2 horas. - Difícil: Nesta categorias as coisas se complicam, pois abrange desde as caminhadas com duração superior a 3 horas com uma variação de altitude muito alta até as expedições que levam dias para serem completadas. Nesta categoria se encaixam as caminhadas realizadas em serras e montanhas. Indicada somente para quem tem bom condiciomanento físico e bons conhecimentos de navegação e sobrevivência. O atleta pode seguir sozinho ou em grupos por trilhas, caminhos ou estradas em meio à natureza. Não existe faixa etária, percurso, ritmo ou duração definida para os praticantes, como também não há um equipamento especial, somente o essencial como botas de caminhada, roupas leves ou agasalho para frio, lanterna, pilha, bússola, barraca, saco de dormir e kit de primeiros socorros. A sua prática consiste em conhecer uma determinada região, os seus ambientes físicos naturais e paisagísticos, mas também, os biológicos e humanos. As pessoas que praticam o trekking têm a oportunidade de desfrutar do contacto com a natureza, acercando-se de belas paisagens em locais pouco conhecidos. De uma forma geral, consiste no partir para o desconhecido, no partir à descoberta de novos locais, no explorar de uma região, no conhecer da sua história, cultura e tradições. Estas características são atrativas e chamam as pessoas de volta para a natureza. As várias modalidades do trekking Este desporto ainda não é regulamentado, e torna-se difícil categorizá-lo em modalidades, pois, não existe ainda legislação que o defina. No entanto, de uma forma geral, podemos englobar o trekking em 4 modalidades: o trekking individual; o trekking em grupo; o trekking assistido e o trekking de competição. 1. O trekking individual O trekking individual é o ideal para quem viaja sozinho. Trata-se da realização de um percurso individual, em que o praticante é o próprio chefe, é o líder que toma todas as decisões. É uma missão mais arriscada, pois é necessário estar em boa forma física, assim como, estudar previamente o local de forma a traçar uma rota segura. Deve também levar todos os mantimentos e conseguir puxar por si próprio para conseguir ultrapassar todos os obstáculos que lhe possam surgir. Por outro lado, a viagem é mais econômica e flexível, uma vez que existe liberdade de horários para a sua realização. 2. Trekking em grupo No que diz respeito ao trekking em grupo, é o mais indicado para quem está a começar a praticar a modalidade. Existe uma partilha de interesses ao juntar-se a um grupo, pois todos puxam por todos e lutam para o mesmo lado. Num percurso a uma região de difícil acesso, pode-se dividir as despesas das infraestruturas necessárias com os restantes elementos do grupo. Assim como também é possível contratar carregadores ou guias e comprar mantimentos em grande quantidade. É fundamental recolher o máximo de informações sobre a empresa que está a organizar a expedição e verificar, detalhadamente, os serviços incluídos. 3. Trekking assistido Por conseguinte, o trekking assistido representa um estágio intermédio entre o trekking individual e o trekking em grupo. Ao chegar ao local estabelecido pode optar por contratar os carregadores, os guias, comprar as provisões necessárias e os demais equipamentos coletivos. Este tipo de viagem possibilita uma maior interação com os nativos locais, além de contribuir para a economia local. Em todo o caso, o tempo de preparação é, necessariamente, maior, pois é fundamental conhecer a região, uma vez que a orientação da equipa estará a seu cargo. 4. Trekking de competição Por último existe o trekking de competição, em que uma equipe tem de percorrer um caminho, preestabelecido por uma organização, no meio da natureza, no menor tempo possível, seguindo as indicações de um mapa. As equipes têm de passar por postos de controle, espalhados aleatoriamente ao longo de um percurso, que fiscalizam a regularidade e velocidade da prova. As equipes podem estar munidas de calculadoras, cronômetro, bússola, mútuo sentido de direção e capacidade de interpretação dos mapas. A equipe vencedora é a equipe que conseguir ser mais regular, ou seja, a equipe que conseguir passar em todos os postos de controle com o tempo mais próximo do desejado pela organização. Isso é obtido controlando as distâncias e a velocidade média. É de registrar que cada segundo que a equipe passar atrasada no posto de controle será penalizada com um ponto, no entanto, se a equipe passar um segundo adiantado, a mesma receberá a penalidade de dois pontos, ou seja, é muito melhor atrasar do que ser apressado. Cuidados a ter em conta quando se faz trekking Ao partir para uma jornada de trekking, é de registrar que esta é uma prova que exige muito dos seus praticantes. Como tal, o planeamento é muito importante, quer seja um percurso de poucas horas ou de vários dias. É necessário definir o itinerário, saber a duração, o grau de dificuldade, o que transportar – tendo em conta que o grupo poderá ser constituído por idosos e crianças. É fundamental reunir o máximo de informação acerca do percurso traçado, os acessos, a meteorologia, onde pernoitar, no fundo, conhecer todas as condicionantes específicas de cada região. Um dos pontos mais importantes é o calçado e o vestuário, pois deles depende o sucesso da jornada. É essencial uma lista do equipamento que pensa ser necessário, onde só o essencial faz falta, pois todo o material será para ser transportado às costas. Só assim estão reunidas todas as condições para que consiga aliar o prazer de contemplar a natureza com os benefícios da atividade física, fugindo ao stress do dia-a-dia. O trekking é uma atividade física aeróbica, com marcada presença no conjunto muscular das pernas e quadril. Na tradução para o português a palavra trekking nos remete a caminhar, trilhar, andar. A mais remota e conhecida forma de deslocamento desde que o homem ascendeu a qualidade de bípede. A caminhada em si não faz sentido a não ser que esteja acompanhada de alguma motivação, seja ela física ou psíquica. Podemos ir mais longe e dizer que o ato de caminhar também pode transcender estas questões e ser uma forma de relaxamento, prazer, convívio com a natureza ou consigo mesmo. Sendo uma atividade que pode ser praticada por qualquer pessoa em qualquer idade (ressalvo feito àqueles que estão há muito tempo sedentários), o trekking é muito acessível do ponto de vista financeiro e muito seguro a nível físico. Em qualquer lugar pode se praticar o trekking. Há belíssimos locais para a prática no Brasil, de norte a sul e de leste a oeste, é uma atividade sem fronteiras (ou quase, pois a expansão urbana e as cercas são limitadores perigosos) que poderá ser praticada em qualquer época do ano sem a utilização de muitos acessórios.
Mais informações »

12 benefícios do café para a saúde

Os milhares de estudos desenvolvidos ao longo dos últimos anos em torno de uma das bebidas mais consumidas no mundo chegaram à mesma conclusão: o café faz bem à saúde. Aliás, e desde que bebido com moderação, os benefícios do café são muitos e diversificados. Nos últimos dois séculos, poucas substâncias foram tão clinicamente estudadas como o café, sem nenhuma comprovação de que seja prejudicial à saúde. Muitos estudos demonstram o contrário, ou seja, os efeitos benéficos do café e de seu principal composto ativo, a cafeína. Por volta do século XVI, os sábios sufistas do Iêmen bebiam café para se manterem acordados durante a oração. Quando, no início do século XVII, o café começa a ser difundido na Europa, é quase considerado um medicamento. A cafeína, descoberta em princípios do século IX na Alemanha pelo jovem médico Ferdinand Runge, num encontro com Johann Wolfgang Goethe, estimula o sistema nervoso central, mantém a atenção e o humor, ajuda na respiração e na digestão e atenua a sensação de fome, o que pode ajudar nas dietas. Alguns estudos sugerem que uma xícara de café pode ajudar a acalmar os sintomas da enxaqueca. Estudos recentes demonstram que, se consumido em doses razoáveis, o café não afeta o sono nem prejudica o coração. Pode, ao contrário, ajudar na ação preventiva de algumas patologias gaves, como Alzheimer e Parkinson. O café contém também substâncias antioxidantes, que contribuem para eliminar os radicais livres. Em suma, o café reúne sabor e saúde, em um único produto. A preparação do café espresso combina sabor acentuado com menor teor de cafeína. Entre os blends, os que são 100% Arabica têm um teor médio de cafeína em torno de 1,3%, ao passo que o café Robusta tem quase o dobro. 1. Numa investigação realizada na conceituada Escola de Medicina de Harvard, onde foram observadas mais de 193,000 pessoas, chegou-se à conclusão que quem bebia café de forma regular tinha um risco menor de vir a desenvolver diabetes (tipo 2), do que aquelas pessoas que não bebiam café. Mesmo as pessoas que bebem descafeinado têm uma maior probabilidade de desenvolver diabetes do que aquelas que bebem café normal. 2. Um copo de café contém cerca de 1 grama de fibra solúvel, o que significa que o seu consumo contribui para manter os níveis de colesterol baixos. 3. Alguns estudos sugerem mesmo que o café pode contribuir para a diminuição do risco de doenças cardíacas. O “American Journal of Clinical Nutrition” contém um estudo que alerta para o facto de pessoas saudáveis com 65 anos ou mais que bebiam 4 ou mais chávenas de café por dia tinham menos 53% de probabilidades de desenvolver uma doença cardíaca. 4. O café contém magnésio, o que permite que as células do organismo se tornam mais sensíveis à insulina. O resultado? Uma maior sensibilidade à insulina significa manter os níveis de energia e de glicose no sangue saudáveis e equilibrados. 5. Sabia que uma caneca de café tem mais antioxidantes do que uma porção de mirtilos? Os antioxidantes são responsáveis por um sem número de benefícios saudáveis, incluindo o atrasar do processo de envelhecimento e o aumento da esperança de vida. Para além disso, o poder anti-inflamatório dos antioxidantes é extremamente eficaz, o que se revela crucial na luta contra doenças cardíacas e diabetes. 6. Alguns estudos já foram mais longe e sugerem que o consumo regular e moderado de café pode diminuir o risco de vir a desenvolver doenças como pedra nos rins, cirrose, Parkinson’s, cancro no fígado, próstata e cólon. 7. Para além de ser um diurético natural, o café pode ser um aliado na luta contra o excesso de peso. Baixo em calorias, o café acelera o metabolismo o que, por sua vez, ajuda a queimar gordura e calorias indesejadas. 8. O consumo diário e moderado de café pode ajudar a melhorar o estado de espírito e ainda combater a depressão. Em muitos casos, tomar um café também pode ajudar a aliviar uma dor de cabeça, aumentar os níveis de concentração e a memória. Adicionalmente, já foi ligado à demência, ou seja, o consumo de café reduz em cerca de 65% o risco de desenvolver esta doença psicológica. 9. Vários estudos apontam para o facto do consumo moderado de café ser eficaz no controle da asma – basta saber que a maioria dos medicamentos existentes para o tratamento de asma contém elevadas doses de cafeína. 10. Curiosamente, o café tem ainda benefícios para os dentes, ou seja, o composto Trigonellina, que confere ao café o seu aroma e sabor amargo, tem propriedades antibacterianas e anti-adesivas que previnem contra a formação de cáries dentárias. 11. O café tem ainda uma ação descongestionante, sendo extremamente eficaz no combate às constipações, uma vez que alivia os tubos bronquiais e acelera a recuperação. 12. A cafeína presente no café é um poderoso aliado no que toca à resistência e performance desportiva, quer seja um atleta de alta competição, quer seja um praticante regular de algum tipo de atividade física. Para além disso, o café pode reduzir as dores musculares que muitas vezes sucedem ao exercício físico em cerca de 48%.
Mais informações »

domingo, 30 de agosto de 2015

Além do fortalecimento muscular, Pilates melhora a respiração e auxilia no tratamento de estresse

Criado na década de 1920, o Pilates é um método que utiliza como técnica o controle muscular, apresentando como principal diferencial o fortalecimento muscular, realizado de forma global e não segmentada. Para entender melhor este método, durante os exercícios ocorre a ativação simultânea de diversos grupos musculares e a integração dos músculos principais, secundários e posturais. O Pilates é um método de comprovada eficiência na prevenção e na reabilitação física. E, devido ao grande repertório de exercícios que podem ser adaptados ou modificados para todos os tipos de necessidades e objetivos, é recomendado a diversos públicos, entre eles: idosos, gestantes, atletas, pacientes com alterações posturais, pré e pós-operatórios, portadores de comprometimento neurológico, entre outros. Indicado para o tratamento e prevenção de problemas na coluna vertebral, o Pilates se destaca por também ser eficiente na melhora da respiração e alívio do estresse. “O principal músculo da respiração é o diafragma, que está ligado à coluna e também aos músculos abdominais. Quando este músculo não está em pleno funcionamento, dores nas costas, distúrbios gastrointestinais, cefaléia e ansiedade podem começar a aparecer”, explica a fisioterapeuta da Acquaterapia, Maitê Molica Ferrari. Durante a execução dos movimentos, os músculos responsáveis pela respiração são recrutados, porém, o diafragma necessita realizar uma força ainda maior que os outros músculos, o que aumenta a força inspiratória gerando melhor sincronismo e freqüência da respiração. O método Pilates trabalha a musculatura respiratória e é capaz de ensinar indivíduos ‘estressados’ a respirar, já que os exercícios são realizados em associação com uma respiração completa e ideal, contribuindo para liberar a ansiedade contida no diafragma. A conseqüência desta ação está diretamente ligada a diminuição do estresse. Em diferentes ramificações, o Pilates é desenvolvido com base em seis princípios, sendo eles: concentração – nos músculos que estão sendo solicitados durante os exercícios; controle dos movimentos – controlados pela mente para gerar movimentos corretos, sem compensações; centro de força – onde se originam todos os outros movimentos, conhecido também como “Powerhouse”, pois engloba músculos do abdômen, costas e glúteos; movimento fluido – realizados da forma mais harmoniosa possível; precisão – para que os movimentos sejam realizados de forma lenta e precisa; e respiração – todos os exercícios são coordenados com a respiração. Além disso, vale destacar que a concentração é um dos princípios deste tipo de tratamento, e por isso é extremamente enfatizada. Segundo a fisioterapeuta da Acquaterapia, Maitê Molica Ferrari, em todos os exercícios, a mente e o corpo precisam trabalhar juntos, já que todos os movimentos, sejam eles de alongamento ou fortalecimento, devem ser lentos e precisos. A Acquaterapia, clínica referência na área de reabilitação física, ampliou e modernizou as instalações e disponibiliza aos pacientes um Stúdio Pilates, composto por aparelhos e outros recursos, como bola e elástico, utilizados durante o tratamento para auxiliar a realização de alongamentos e exercícios físicos.
Mais informações »

Treinamento funcional melhora capacidade física e postural

A dor nas costas pode acontecer ao se fazer pequenos movimentos como pegar algo pesado no chão, brincar com as crianças ou empurrar um armário. Estas atividades banais, para os pouco preparados, podem gerar um nervo pinçado ou uma dor nas costas. Por isso preparar o corpo para funções do dia a dia é o que promete a chamada ginástica funcional, que está cada vez mais popular, dentro e fora das academias. E funciona para tudo e todos. Segundo Luciano D’Elia, formado em educação física e diretor técnico de uma academia, o treino funcional une exercícios da preparação física de vários esportes e o trabalho de reabilitação do corpo, sempre pensando em atender as necessidades de cada indivíduo. O primeiro passo, segundo Luciano que é especializado em projeto de capacitação de treinamento funcional, é fazer uma avaliação física para saber as limitações do aluno e seus objetivos. Ele explica que às vezes o aluno quer perder peso, mas antes é preciso identificar suas necessidades reais que, quando atendidas, darão a base para a realização do objetivo final. Essas necessidades podem ser desde realinhamento postural até preparo para um futebol de fim de semana, afirma Luciano. Os treinos incluem movimentos similares aos que são feitos no cotidiano, como corrida, trote, saltos e atos de puxar e arrastar. E, de acordo com seus entusiastas, sempre levam em conta a idade e a condição física da pessoa. Mas, o especialista diz que apesar da melhora na aparência física, já que muitas vezes é o que faz com que o aluno procure o treino, o treinamento funcional não é para quem quer músculos bombados. Luiz Fernando Alves, professor de educação física especializado em prevenção de lesões, lembra que os exercícios propostos pelo treinamento funcional têm grandes amplitudes e, em geral, são executados de maneira muito rápida. Esses fatores podem dificultar a coordenação e o alinhamento, aumentando o risco de lesões articulares, alerta ele. Fonte: CorpoSaun
Mais informações »

Musculação pode prevenir câncer de próstata e reduzir efeitos colaterais do tratamento

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens brasileiros e o sexto tipo mais comum no mundo. Apesar da gravidade da doença, preconceito e falta de informação são grandes obstáculos para o diagnóstico precoce dos homens com câncer de próstata. A boa notícia é que a prática regular de exercício físico reduz a incidência deste tipo de câncer, além de melhorar a qualidade de vida dos pacientes que fazem quimioterapia. “Estudos indicam que a prática regular de exercícios físicos, como a musculação e exercícios aeróbios, pode ajudar a prevenir o aparecimento do câncer de próstata, e contribui para o ganho de massa muscular, força e capacidade funcional daqueles pacientes que se submetem à terapia de supressão hormonal” explica a Dra. Janise Lana Leite (CRM 126.876), geriatra. “Evitar o sedentarismo é o primeiro passo no combate ao surgimento do câncer de próstata, além de outros cânceres”, afirma Dra. Janise. Mudar o hábito de vida para incluir o exercício físico como uma rotina na semana não é fácil para muitas pessoas, principalmente para os idosos que não tiveram experiências prévias com os exercícios. Muitos idosos têm medo de fazer exercício físico, outros acreditam que não irão usufruir os resultados dos mesmos. Esses mitos precisam ser vencidos, pois o exercício supervisionado por profissional da educação física é seguro e traz muitos benefícios em qualquer idade. “O tratamento do câncer de próstata provoca queda significativa do hormônio masculino testosterona, que é responsável pelo desenvolvimento muscular e redução de gorduras. Os exercícios de musculação, ao provocarem estimulação muscular, ajudam a prevenir a perda muscular quando a testosterona é reduzida pelo tratamento oncológico”, explica Dra. Janise. O câncer de próstata é uma doença silenciosa, e os sinais só ficam evidentes em estágios mais avançados, quando o câncer já está infiltrado em órgãos adjacentes, ou quando suas metástases em ossos, pulmão e fígado se manifestam. Por isso é importante fazer consultas médicas regulares para se realizar a prevenção. Assim como se dedica o mês de outubro às campanhas pela saúde da mulher, e mais especificamente ao combate do câncer de mama, em novembro a Associação pela Saúde da Próstata realiza campanhas de conscientização pela saúde do homem e pelo combate ao câncer de próstata.
Mais informações »

Torne o corpo mais inteligente por meio do treinamento funcional

Assim como aconteceu com o Pilates e a Yoga, em pouco tempo o treinamento funcional conquistou muitos adeptos pelo país com seus movimentos próximos daqueles que costumamos usar no dia a dia e focados em ações fundamentais, como empurrar, puxar, agachar, girar, entre outros. A ideia desse método, criado pelo americano Gray Cook, é que os movimentos realizados pelo corpo sejam corretos, evitando o desequilíbrio e a redução de agilidade. Dessa forma os praticantes do treinamento funcional podem trazer para o seu cotidiano as atividades exercidas, a fim de evitar problemas causados pela má postura. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 85% da população mundial sofre de dores na coluna devido à postura inadequada, problemas congênitos, artrose ou osteoporose. Além da correção postural e a tonificação muscular, o treinamento funcional implica numa maior complexidade do movimento, fazendo com que o organismo gaste mais energia. Indicado para todas as pessoas, esse método abrange desde a regeneração até o desenvolvimento atlético, que colaboram para aumentar a eficiência na hora de realizar as tarefas. “O treinamento funcional desenvolve os músculos não somente para torná-los mais fortes, mas também mais eficientes”, explica Renata Mello, coordenadora de atividade física. Segundo a profissional, em cada tarefa e exercício executado trabalham-se simultaneamente diferentes grupos musculares, o que torna o nosso corpo “inteligente”, já que ele repassa o resultado obtido no treino para qualquer atividade do nosso dia a dia. O treinamento funcional também é responsável por outras contribuições, “Os movimentos estimulam a sinergia entre os músculos, que por ativar o sistema nervoso central, queimam mais calorias e aumentam a coordenação motora e a agilidade”, afirma Renata. A profissional acrescenta, “além do treinamento de força e potência, os exercícios funcionais aprimoram de forma conjunta a velocidade e flexibilidade”. A coordenadora ainda lembra que todos os exercícios realizados pelo treinamento funcional recrutam a musculatura estabilizadora do tronco, a região central do corpo, tornando o abdômen muito mais forte e definido. De acordo com Renata, treinando regularmente de 3 a 4 vezes por semana é possível obter um resultado significativo em um mês, “Além de o treino ser dinâmico e divertido”, finaliza.
Mais informações »

5 poderosos aplicativos para os homens que não descuidam da aparência

Não só as mulheres se importam com aparência, e essa é uma frase que se mostra cada vez mais verdade graças à crescente preocupação dos homens com moda e cuidados pessoais. Seja ao se manter antenado nas tendências da estação, em cortes de cabelo diferentes ou mesmo ficando de olho no bem-estar e no preparo físico, eles têm disputado com as mulheres um lugar de destaque quando se fala em beleza. Para ajudar os marmanjos que não gostam de sair de casa desalinhados, a gente te indica cinco aplicativos para smartphones e tablets que vão dar uma mãozinha na hora de cuidar da aparência: 1. Beauty Tips for Men Com esse programa, é possível conhecer alguns truques para não só fazer um look interessante, como ainda cuidar do cabelo e da pele. O perfume é sempre um item necessário, mas o hidratante também é essencial para não só prevenir os sinais que aparecem com o passar dos anos, mas amaciar a pele e dar uma aparência saudável. 2. Mod Man Está difícil criar looks diferentes? Com esse aplicativo você pode digitalizar as peças do seu guarda-roupa, inventar novas combinações e se inspirar com as dicas de stylists que o programa tem para oferecer. 3. Cool Guy Outra alternativa para te ajudar a redescobrir o seu armário, esse aplicativo ainda dá dicas na hora de fazer a mala para viagens, e te mantém informado sobre produtos que possam te interessar e liquidações. 4. Men’s Hairstyles Para os homens, fazer uma mudança no corte de cabelo ou na barba pode ser até mais dramático do que para as mulheres. Com esse aplicativo, é possível não só conhecer diferentes opções, mas também testá-las em uma foto sua, para ver como pode ser o resultado final antes de tomar uma decisão. 5. All-in Fitness A preocupação com moda e beleza é importante, mas também é necessário manter uma boa saúde física para que tudo isso tenha um efeito ainda mais impactante. O All-in Fitness funciona quase como um personal trainer, com contador de calorias para manter uma dieta equilibrada e 1.200 dicas de exercícios físicos.
Mais informações »

Cuidados e hidratação com a pele masculina

A pele masculina é completamente diferente da pele feminina, umas das principais diferenças é que a pele do homem acumula muito mais oleosidade do que a pele de mulher, isso se dá graças a fatores externos e a falta de cuidado – que é ignorada por muitos homens. Além da oleosidade, a pele masculina é mais espessa, tem uma quantidade maior de pelos e possuem uma quantidade maior de poros dilatados. Todas essas características tornam a pele masculina mais propensa à desidratação e o ressecamento, por isso, a pele masculina deve ser hidratada regularmente. Outras dicas podem ajudar a manter a hidratação da pele, como evitar banhos longos e muito quentes, o uso excessivo de sabonetes e produtos agressivos a pele (buchas). Outro produto que deve ser utilizado junto com o hidratante, é o filtro solar, que ajuda a manter a pele mais jovem e viçosa. Sendo visto como “coisa de mulher”, a hidratação é fundamental para manter a saúde da pele de ambos os sexos, protegendo-a contra infecções, irritações e o envelhecimento precoce. Pensando na hidratação da pele masculina, a Fator 5 lançou um novo hidratante: Green; que contém agentes emolientes que nutrem, restauram e mantém a pele hidratada por muito mais tempo.
Mais informações »

Cosméticos com minerais 100% orgânicos mantém a pele do homem saudável e viçosa

Com marcas de cosméticos focando cada vez mais no universo masculino, os homens agora contam com uma gama maior de opções. Dentre elas, a linha Uomo Man, da Alfaparf, que além de garantir um penteado com textura e fixação com a pomada Matte Paste, também pensou no surgimento dos cabelos brancos com o Shampoo Energetic Silver, que promete tirar o amarelado dos grisalhos. Outra label que se preocupa com o bem estar da pele masculina é a Kiehl's, que desenvolveu uma linha dedicada a eles, com top produtos, como o Facial Fuel Energizing Moisture For Me, um hidratante energizante para o rosto com textura não oleosa, e o Eye Alert, produto para a área dos olhos que combate o inchaço e as olheiras. Também se posicionando no mercado de skincare, a Dr. Jones oferece cosméticos pensados para homens que compartilham de uma rotina de trabalho estressante: esfoliantes e hidratantes em spray, que facilitam a aplicação, são algumas das apostas. Mesmo sem se direcionar diretamente ao público masculino alguns produtos não devem ficar de fora da listinha. O Blamish + Age Defense da Skinceuticals é um bom exemplo de produtos usados tanto por elas quanto por eles e que garante uma pele mais saudável, prevenida contra o envelhecimento e livre de brilho. Na mesma onda, o sabonete líquido Fleur de Vigne da Caudalie, com seu aroma fresquinho, também é desejo! Os principais minerais usados em cosméticos são: • Silício – Excelente para pele e cabelo. Tem ação antiinflamatória, anti-estresse, melhora a circulação sanguínea favorecendo a multiplicação celular e auxilia nas rugas e flacidez cutânea. • Magnésio – Induz a formação de colágeno e a manutenção do gel celular da pele. • Titânio – Ótimo para pele oleosa. Inspirado nos oligoelementos do mar morto, forma colágeno, é purificante e melhora a flacidez cutânea e a hidratação da pele. • Cobre – Aumenta a elasticidade e a firmeza da pele. Hidrata e previne o aparecimento de estrias. • Potássio – Envelhecimento cutâneo. Melhora a circulação sanguínea, tem ação adstringente e purificante. Indicado para peles sensíveis. Além de maquiagens, os minerais podem ser usados também em shampoos, cremes, loções hidratantes, cremes para pentear, condicionadores e máscaras. Diferentemente dos produtos convencionais, são mais puros e saudáveis e não trazem danos à pele e aos cabelos. Nos últimos anos os homens movimentaram cerca de R$ 1,33 bilhões no mercado de cosméticos, garantindo ao Brasil o segundo lugar como maior mercado de cuidados pessoais masculinos. As cifras, porém, não ultrapassam o valor gasto pelas mulheres no país, que chega a cerca de R$17,3 bilhões. O mercado de cosméticos cresce mais a cada dia e a tendência é que os homens consumam 17% a mais em cosméticos nos próximos dois anos.
Mais informações »

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

17 coisas que os homens emocionalmente fortes NÃO fazem

Uma vez que você acreditar que é emocionalmente forte, você inconscientemente atuará de maneira mais firme e assertiva e começará a assumir o controle sobre seus caprichos emocionais. A vida é composta por uma série de histórias sendo que cada um de nós tem uma única história para contar . Existem bilhões e bilhões de histórias mas nenhuma é exatamente igual. Se a história de sua vida teve mais momentos tristes do que os felizes, é hora de mudar isso. E o melhor lugar para começar essa mudança é dentro de sua cabeça. Pode parecer mentira, mas você tem o poder de modificar diversas coisas em sua vida. Para isso, uma habilidade fundamental que irá ajudá-lo a chegar lá é aprender a tornar-se emocionalmente forte. A boa notícia é que a força emocional é como um músculo: quanto mais você usá-la, mais forte ela se torna. Neste artigo, você verá uma lista de 17 coisas que as pessoas emocionalmente fortes não fazem ou, pelo menos, evitam fazer, não estão númeradas, justamente para que você seja estimulado a ler e aprender a exercitar sua força interior . Pessoas emocionalmente fortes não imploram por atenção Força emocional significa confiança, e as pessoas confiantes não precisam ser constantemente o centro das atenções. Eles estão confortáveis ​​em sua própria pele. Lembre-se que compartilhar coisas com pessoas queridas é algo bom, o ruim é imploram por atenção de pessoas que não querem estar com você. Elas não permitem que outros as “derrubem” facilmente Pessoas emocionalmente fortes ignoraram os inimigos e os pessimistas. Eles extirpam essas pessoas e se cercam de pessoas positivas e com quem possam construir coisas. Ou seja, evitam os famosos “vampiros emocionais”. Elas não deixam de acreditar em si mesmas De alguma forma, eu não posso acreditar que existam alturas que não podem ser escaladas por um homem que conhece os segredos de fazer sonhos se tornarem realidade. Este segredo especial, parece-me, pode ser resumido em quatro “c”s. Eles são curiosidade, confiança, coragem e constância, e o maior de todos é a confiança. Quando você acredita em uma coisa, acreditá nela por todo o caminho, implícita e inquestionavelmente. – Walt Disney Banhe-se com estas palavras surpreendentes de Walt Disney. A crença é a qualidade mais importante de força emocional. Elas não têm medo de amar O amor é a força que transforma e melhora a Alma do Mundo. – Paulo Coelho As pessoas que possuem força emocional na maioria das vezes já sofreram grandes desgostos. Isso as tornou mais fortes. Só porque você foi ferido, não significa que você deve deixar de amar em sua vida. Abra seu coração e reconheça sua vulnerabilidade. Elas não têm medo de desacelerar Às vezes você precisa dar um passo atrás para recuperar forças, analisar a situação e refletir sobre as próximas medidas a serem tomadas. Desacelerar, longe de ser um sinal de fraqueza, pode ser um grande sinal de força e inteligência. Permita-se um tempo de reflexão e relaxamento. Ao contrário do que pode parecer, nem todas as decisões têm que ser tomadas imediatamente. Recusam-se a ser vítimas das circunstâncias Ser emocionalmente forte significa que se recusam a dar desculpas. Reconhecem os erros do passado e tentam aprendem com eles. Porém, o mais importante é que deixam o passado para trás e se concentram em obter algo para melhorar a cada dia. Eles não têm problema em dizer não Dizer não é uma das coisas mais importantes que você tem que aprender a fazer. Concentre-se em suas prioridades e dizer não a todo o material que faz com que você perca seu tempo e energia vital. Quem realmente gosta de você entenderá, mesmo que não seja no dia . :) Elas não recusam desafios Pessoas emocionalmente fortes veem os desafios como oportunidades para crescer e melhorar a sua vida . Desafios acontecem por uma razão. E quando os transpomos percebemos nossa real força e capacidade interna. Elas não fazem as coisas que eles não querem fazer Se você quiser manter o seu equilíbrio emocional e sanidade intacta, faça o que você ama. Livre-se da bagagem e compromissos que estão fazendo você infeliz ou reduza essa carga ao mínimo possível. Se não consegue se livrar de algo agora, tenha planos para mudar, mas nunca se acomode com a infelicidade. Elas não se esquecem de que a felicidade também envolve uma decisão Pessoas emocionalmente fortes sabem que a felicidade envolve escolhas. Elas entendem e respeitam as coisas que realmente precisam para serem mais felizes . Elas escolhem uma vida de simplicidade, produtividade e paixão. Elas não perdem tempo Abraham Lincoln disse: “Não são os anos em sua vida que contam. É a vida em seus anos. “ As pessoas emocionalmente fortes não perdem tempo fazendo coisas onde não acham sentido. Elas vivem conscientemente no presente e tentam aproveitar a vida no seu hoje. Elas não têm medo de pedir ajuda Cada uma das grandes mentes da história, desde Einstein até Edison, tiveram ajuda ao longo do caminho. Pessoas emocionalmente fortes não são orgulhosas e reconhecem o valor da ajuda e da colaboração mútua. Elas não se colocam “para baixo” Autopiedade é um traço comum entre as pessoas emocionalmente frágeis. Pessoas frágeis têm uma lista de desculpas para justificar suas inadequações em vez de encontrar maneiras de melhorá-las. Se você quer mudar alguma coisa, pare de prender-se ao que não tem, às suas fraquezas ou ao seu passado. Apenas comece. Pequenas vitórias levam a grandes mudanças. Elas não me importam em trabalhar um pouco mais “duro” do que os outros As alturas alcançadas e mantidas pelos grandes homens não foram encontradas de maneira súbita. Enquanto seus companheiros dormiam, os grandes homens estavam labutando no meio da noite. – Henry Wadsworth Longfellow Mergulhe nestas palavras poéticas de Longfellow. Entenda o que quer e coloque-se para trabalhar. Planeje-se, tenha metas realistas e você obterá os resultados que você está procurando. Elas não reagem de forma exagerada aquando as coisas saem de seu controle Charles Swindoll disse: “A vida é 10% o que acontece comigo e 90% de como eu reajo a isso.” Pense em quantas vezes por dia você exagerar a em reações com coisas que nem são tão importantes. Quando você começar a sentir o seu sangue ferver, respire fundo e pergunte a si mesmo: “Isto realmente vale o meu nervosismo?” Noventa e nove por cento do tempo, você vai perceber que a resposta é não. Elas não se contentam com uma vida medíocre Pessoas emocionalmente fortes não se contentam com a mediocridade. Eles se esforçam para alcançar a grandeza. Elas nunca, jamais desistem Ser emocionalmente forte significa encarar as adversidades de frente, aprender com seus erros, e viver para lutar no outro dia. Vou deixá-lo com esta citação inspiradora de Harriet Beecher Stowe: Quando você chegar em um lugar apertado e tudo for contra você, mesmo quando parecer que você não pode aguentar nem mais um minuto, nunca desista. Então, essa será a hora e o lugar em que a maré vai virar. Traduzido e adaptado do original Life Hack para o Blog do RICKY
Mais informações »

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Atleta Felipe Franco divulga vídeo com seu treino de bíceps

Mais informações »

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Tire todas as suas dúvidas sobre termogênicos

As promessas são muitas, mas, como todos suplementos, eles têm de ser encarados como coadjuvantes inseridos em uma rotina de treino pesado, muito suor nos exercícios cardiovasculares e alimentação regrada. Ninguém duvida que os termogênicos funcionem no auxílio à queima de gordura corporal. Porém, toda a informação é pouca quando se trata de produtos que não são, literalmente, para qualquer um. A primeira dificuldade quando decidimos tomar termogênicos aparece na prateleira das lojas de suplementos. Afinal, há vários tipos, com nomes atrativos e embalagens diferenciadas. Contudo, o que deve chamar a atenção é o princípio ativo do produto. É fácil identificá-lo: de acordo com regulamentação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a substância presente em maior quantidade no produto – e isso vale tanto para suplementos, quanto para qualquer alimento que você encontra no supermercado – deve aparecer em primeiro lugar na listagem de ingredientes dentro do quadro de informações nutricionais. A nutricionista especializada em esporte Miriam Loiola explica o que significa cada uma das especificações que você vai encontrar nas embalagens das prateleiras: - Citrus aurantium: o princípio ativo é a Sinefrina, que tem ação semelhante à Epinefrina quanto ao aumento de disposição física e mental, porém sem os mesmos efeitos colaterais cardiovasculares negativos. - Guaraná: o princípio ativo é a Cafeína, com ação vasodilatadora, termogênica, estimulante do sistema nervoso central, aumentando a concentração e a disposição física e mental. - Chá verde: o princípio ativo é o EPCG, com ação antiinflamatória, antioxidante, termogênica e redutora de gordura corporal. - Pimenta vermelha: o princípio ativo é a Capsaicina, com ação vasodilatadora e termogênica. De acordo com a nutricionista esportiva e consultora de SuperTreino Érica Zago, é preciso ficar atento aos produtos disponíveis no mercado. “A única substância permitida no Brasil com o apelo ‘termogênico’ é a Cafeína. Assim, os suplementos com demais substâncias e alegações de termogênse não são legais, embora sejam facilmente encontrados no mercado. Infelizmente, nem todos os produtos têm seus rótulos traduzidos fielmente ou suas fórmulas totalmente descritas, já que em outros países estas regras não são tão severas quanto no Brasil”, avisa. São dois os problemas ao ingerir produtos que não são legalizados no País. Primeiramente, para quem está se preparando para competições, isso aumenta – e muito – o risco de doping. Além disso, se o governo não permite uma substância X, é porque não pode garantir a segurança de sua ingestão. “No momento da escolha, o profissional prescritor e o usuário devem ter total confiança no fabricante e no produto, a fim de evitar possíveis problemas como doping, aumento da frequência cardíaca e pressão arterial, tremores, aumento importante da sudorese, disfunções hormonais e até depressão. Na presença de qualquer um destes fatores, é melhor interromper o uso”, avisa Érica. Outro dado a ser observado, segundo a profissional, é a quantidade de Cafeína utilizada. “Após muitas certificações em relação aos seus mecanismos de ação, a Cafeína foi liberada para comercialização no Brasil em doses de até 420mg (o que significa 6mg por quilograma para uma pessoa de 70kg). A associação de Cafeína pura com outras substâncias também não é permitida.” Utilizando os produtos corretos e adotando uma dieta e exercícios que caminhem para o mesmo objetivo, diminui-se muito o risco de voltar a engordar, como explica o nutricionista esportivo Rodolfo Peres. “Muito se questiona se, ao cessar o uso de um suplemento que auxilie na queima de gorduras, existe a tendência do indivíduo recuperar o peso perdido anteriormente. Isto normalmente ocorre quando se administra medicamentos anorexígenos para se perder peso. Visto que ao cessar o uso de um desses medicamentos, a pessoa tende a aumentar seu apetite abruptamente, recuperando parte, ou até mesmo totalmente, o peso perdido. No caso dos suplementos citados, eles não exercem efeito significativo no controle do apetite, sendo que este efeito indesejado não ocorreria. Qualquer um pode tomar? Não é por acaso que existe o tal café descafeinado: Cafeína é uma substância que deve ser evitada por certos grupos de pessoas. Se pensarmos que as dosagens dessa substância nos termogênicos são muito maiores do que no cafezinho nosso de cada dia, dá para entender por que não se trata de um produto que pode ser usado indiscriminadamente. “Seu efeito estimulante é amplamente conhecido, mas a individualidade é um fator importante. Pequenas doses podem ter efeito estimulante para algumas pessoas, como um cafezinho, que tem por volta de 40mg de Cafeína”, lembra Érica, destacando que essa quantidade não seria nem suficiente para desencadear o processo de queima de gordura. “O efeito ergogênico da Cafeína (maior utilização de gordura como substrato energético e economia do glicogênio) aparece em doses entre 3 e 6 mg/kg de peso corporal.” Assim, a recomendação da profissional é testar as dosagens às quais seu corpo se adapta melhor. “Efeitos adversos como aumento da frequência cardíaca, ansiedade e insônia podem ocorrer.” O problema maior acontece em determinados grupos de pessoas, como explica Miriam. “A Cafeína, em altas dosagens, pode causar sintomas como tontura, dores de cabeça, náuseas, aumento da pressão arterial, insônia, fraqueza e tremores, especialmente em cardiopatas, hipertensos ou indivíduos que tomam medicamentos psicotrópicos.” Peres endossa o alerta. “Pessoas com hipertensão devem ficar atentas à composição dos ‘termogênicos’ visto que alguns produtos são riquíssimos em Cafeína, uma substância que pode auxiliar na elevação da pressão arterial em pessoas com propensão. A mesma recomendação de cautela vale para pessoas com arritmia cardíaca, histórico de depressão, transtorno bipolar e outras desordens psicológicas. Uma dica preciosa é ficar longe dos produtos que não possuem autorização da Anvisa para serem comercializados.” Como consumir? Engana-se quem pensa que termogênico é apenas coisa de quem quer emagrecer. Estes produtos também são utilizados por pessoas que querem se sentir mais dispostas. Com isso, as dosagens e formas de uso variam. “A forma de consumo dos termogênicos depende do objetivo. Por exemplo: se o indivíduo deseja acelerar o metabolismo basal e, com isso, favorecer a redução de peso, deve-se consumir até atingir o resultado desejado. Porém, caso a meta seja prioritariamente aumentar a disposição física e mental, o termogênico deve ser utilizado apenas nos momentos necessários”, explica Miriam. No caso do objetivo de perda de gordura, Érica Zago recomenda variar as dosagens. “Como nosso organismo pode se adaptar com estas quantidades, aconselha-se iniciar a suplementação com dosagens menores, especialmente naquelas pessoas que não têm o hábito de utilizar Cafeína (cafés, refrigerantes, bebidas energéticas, chocolate). Com o passar do tempo, pode-se aumentar a dose até os 420mg diários. Seria interessante interromper o uso frequente, a fim de não aumentar as necessidades.” Mas vale sempre lembrar que termogênico não é santo milagreiro. Sendo um suplemento, ele atua em conjunto com uma dieta balanceada – o que não significa fazer cortes drásticos em macronutrientes – e exercícios físicos. Tudo tem de trabalhar para o mesmo objetivo, não adianta ficar dando tiro para todos os lados. “O termogênico não substitui a dieta equilibrada e os exercícios físicos, apenas serve de auxiliar na redução de peso, devido ao efeito de aumentar o gasto energético total do dia. Para tanto, para o emagrecimento surgir de fato, o déficit energético é o maior responsável”, avalia Miriam. “Nenhum suplemento é capaz de substituir dieta e treinamento”, concorda Érica. “A Cafeína, substância extensamente estudada, pode aumentar o metabolismo de repouso em até aproximadamente 30%, ou seja, inclusive sem a prática de atividade física o organismo estaria gastando mais calorias.” “Vale ressaltar que o mais importante é o indivíduo ter em mente a necessidade de uma alimentação adequada associada à atividade física ser mantida mesmo após a obtenção dos resultados almejados”, lembra Peres. “Somente desta forma os resultados obtidos não serão perdidos. A administração destes produtos não fará qualquer tipo de milagre se o indivíduo não mudar os hábitos alimentares e mantiver um treinamento adequado em conjunto.” Falando em dieta como auxiliar na queima de gordura, a dica de Érica é apostar na proteína. “Trata-se de um alimento mais termogênico que os demais, uma vez que sua metabolização requer maior gasto energético. Gastamos entre 20 e 30% das calorias provenientes das proteínas em seu metabolismo.” Mais um item para entrar na lista pró-definição. Peres segue a mesma linha. Para o profissional, mais do que um produto milagroso, quem está em busca de um corpo rasgado deve atacar em várias áreas, desde a alimentação em si, passando pelo treinamento e pela orientação de um nutricionista. “Suplementos de vitaminas e sais minerais, suplementos proteicos (Whey Protein, mixprotéicos, etc.) e anti-catabólicos (BCAAs, Glutamina, Hmb, etc.), também podem ser utilizados com sucesso em um programa visando definição muscular, uma vez que para preservar a massa muscular magra em uma dieta hipocalórica é interessante manter uma dieta rica em proteínas. Sempre lembrando que a escolha da suplementação adequada deve preferencialmente ser determinada com o acompanhamento de um nutricionista esportivo. A individualidade biológica deve ser respeitada, sendo que a posologia, horários e produtos a serem administrados devem ser escolhidos após minuciosa avaliação de um profissional habilitado.” E as soluções naturais? Os mais atentos perceberam que muitos dos princípios ativos já descritos também podem ser encontrados ao natural, fora de cápsulas e afins. A diferença dos produtos que ganham o título de termogênicos e substâncias como o chá verde, a pimenta vermelha, o gengibre e a canela em separado é basicamente a concentração: não dá para garantir que você estará ingerindo a quantidade necessária para causar o efeito de aumento do metabolismo desejado. “Os suplementos nutricionais termogênicos industrializados já são produzidos a partir de ingredientes naturais, como extratos alimentícios concentrados nos respectivos princípios ativos. Portanto, seus resultados quando comparados aos alimentos termogênicos não são possíveis de serem mensurados, pois dependem de vários fatores como: concentração do princípio ativo, quantidade a ser tomada, frequência de consumo, sensibilidade individual aos componentes da fórmula, etc.”, explica Miriam. Além dos termonêgicos, há no mercado outros produtos que prometem ajudar no emagrecimento. Os mais famosos são o CLA e a L-Carnitina. Porém, sua eficácia ainda não está totalmente comprovada por meio de pesquisas – e, de acordo com o nutricionista esportivo Rodolfo Peres, será muito difícil que isso ocorra um dia. “Muitos profissionais ficam aguardando a apresentação de um estudo com cobaias humanas para assegurar a eficácia do produto. A meu ver, o controle de um estudo como este é dificílimo, para não dizer impossível. Como controlar ao longo de algumas semanas exatamente o que cada indivíduo participante do estudo consome de alimentos, pratica de atividade física, além das características genéticas e metabólicas? E se um indivíduo com um metabolismo impressionante estiver participando do estudo? E se outro indivíduo ‘burlar um pouquinho’ a dieta e mentir para o pesquisador? São inúmeras as limitações que fica difícil até de apresentar todas”, explica o profissional. De acordo com Peres, analisando-se a bioquímica da suplementação do CLA, se observa um melhor controle dos níveis de Insulina, ativação do tecido adiposo marrom – auxiliando na redução da gordura abdominal, aumento na atividade da lipase e melhora do perfil lipêmico (colesterol, triglicerídeos, etc.). “Estes efeitos resultariam como um auxílio no aumento da ‘queima de gordura’ e, em menor instância, no aumento da massa muscular. Mas não precisamos de nenhum estudo para comprovar que o indivíduo que está usando CLA sem ter ajustado anteriormente seu treinamento e sua dieta, não terá resultado algum!” Outro suplemento, cujo uso foi moda há alguns anos, mas que continua sendo utilizado, é a LCarnitina. Ela atua como um transportador dos ácidos graxos até a mitocôndria, dentro da célula, onde seria metabolizado como energia. “Ou seja, partindo-se do princípio de que quanto mais L-Carnitina você tiver no organismo, mais gordura irá ‘queimar’, a suplementação com LCarnitina parece ser fantástica. Mas na prática, isso não ocorre. A suplementação com este produto só é interessante para aqueles indivíduos que apresentam uma baixa ingestão de L-Carnitina, como vegetarianos estritos, por exemplo”, explica Peres. Isso porque a substância é obtida na alimentação por meio do consumo de carnes, peixes, ovos e leite. Matéria originalmente publicada na edição 52 da Revista SuperTreino. Créditos: Editora Multiesportes.
Mais informações »

quinta-feira, 18 de junho de 2015

terça-feira, 16 de junho de 2015

Os benefícios da toxina botulínica na Odontologia

A toxina botulínica mais conhecida por seu nome comercial Botox tem seu uso cada vez mais intensificado nos problemas odontológicos. A toxina se liga aos terminais nervosos dos músculos e a substância impede que a acetilcolina seja liberada para promover a contração. O cirurgião #dentista com treinamento e conhecimento em Botox atua somente terapeuticamente, deixando a estética para a medicina. O #Botox pode ser utilizado para problemas de #ATM #bruxismo e briquismo, cefaléia de origem odontológica, correção de sorrisos muito altos (gengival) , correções de papila gengival e até mesmo em tratamento ortodôntico. Os resultados aparecem de 2-7 dias e em 15 dias chega ao ápice, tendo uma duração média de 3-6 meses. Em geral, a “toxina botulínica” é um tema que divide opiniões: há aqueles que se manifestam contra e os que se declaram a favor da sua utilização, principalmente se pesquisarmos pelo conteúdo na internet. Acontece que, sobretudo devido à popularização do acesso à rede, com cada vez mais pessoas tendo a oportunidade de se apropriar dos meios de comunicação virtuais para expressar as suas próprias opiniões, impressões e experiências, encontramos muitas publicações a respeito da toxina botulínica sob diferentes pontos de vistas, muitas vezes apresentando informações tão contraditórias umas às outras que acabam surpreendendo o leitor. Embora o objetivo seja a busca pela informação, ele pode se deparar com um verdadeiro excesso de “desinformação”, já que nem sempre esses registros são assinados por especialistas da área – ou seja, por aqueles que, de fato, detêm o conhecimento necessário para abordar o assunto com muito mais propriedade. Em relação ao que é a toxina botulínica – ou “proteína botulínica” –, bastante conhecida pela sua aplicação nos tratamentos médicos estéticos para a atenuação de rugas dinâmicas da face, trata-se de uma neurotoxina de origem bacteriana de alta especificidade, cuja administração é extremamente segura, se respeitados as suas indicações e protocolos. Sobre a sua origem, especificamente, refere-se a uma substância secretada pelas bactérias Clostridium botulinum e Clostridium parabotulinum, que, por sua vez, são microrganismos presentes na natureza. E, em sendo uma “neurotoxina”, ela age diretamente no sistema nervoso, determinando a ocorrência de paralisias ou contraturas musculares no nosso corpo, descobrindo-se, a partir destes efeitos, as suas possibilidades terapêuticas em relação a algumas patologias, desde que utilizada em quantidades corretas. Na região em que é injetada, a toxina botulínica age bloqueando a liberação da acetilcolina – um químico neurotransmissor que transporta mensagens entre o cérebro e as fibras musculares. Uma vez que a acetilcolina está bloqueada, sem que as fibras recebam ordens para se movimentar, impede-se a contração das células musculares. Entre os tratamentos para os quais a área médica a aplica, assegurando a qualidade de vida de muitos pacientes, constam distúrbios como a espasticidade e distonias. No primeiro distúrbio, uma sequela de lesões do sistema nervoso central desencadeia a contração involuntária, violenta e súbita dos músculos, podendo ser originada, por exemplo, por um traumatismo craniano, derrame ou paralisia cerebral; já no segundo, em decorrência dessa contrição – que tanto pode ser ocasionada devido a lesões do sistema nervoso central como também por lesões medulares –, o tônus muscular sofre um descontrole e/ou distorção, dificultando, assim, a realização de movimentos, bem como provocando uma alteração na postura. Além desses dois exemplos, existem outras doenças em relação às quais a eficiência da toxina botulínica vem sendo analisada. E, entre as várias marcas que a disponibilizam, as principais são o “Botox”, fabricado pela Allergan. A Toxina Botulínica, famoso Botox®, conhecida por disfarçar rugas de expressão e flacidez no rosto, é utilizada também no tratamento odontológico para a resolução dos casos de sorriso gengival, tratamento do bruxismo e dores de cabeça de origem odontológica, dentre outros. “A Toxina Botulínica é mais um recurso terapêutico que a odontologia dispõe para solucionar problemas”, afirma Tatiane Marega, coordenadora do curso de Especialização de Pacientes com Necessidades Especiais e de Capacitação em Toxina Botulínica na Odontologia da Faculdade São Leopoldo Mandic.A especialista explica que a Toxina Botulínica age paralisando o músculo que está em hiperfunção, devolvendo-lhe o estado de normalidade. O procedimento é seguro e não há nenhum comprometimento motor da boca. “É um tratamento simples, eficiente, feito em dez minutos com agulha fina – como a usada para aplicar insulina – e com alto grau de satisfação relatado pelos pacientes”, salienta.Para o bruxismo, por exemplo, a toxina botulínica ajuda tanto os pacientes que rangem quanto os que apertam os dentes. A substância é aplicada de cada lado da face, nos principais músculos da mastigação para fazê-los perderem a força excessiva. “É um tratamento novo que vem apresentando resultados incríveis, ideal para quem não quer mais dormir com a placa protetora nos dentes”, observa Tatiane. O tratamento também é usado para casos de disfunção de ATM e dor orofacial.Pacientes que ao sorrirem mostram a gengiva em excesso - chamado sorriso gengival - podem escapar/ livrar-se da cirurgia nos casos em que a distância do lábio até a gengiva não excede três milímetros. Uma pequena aplicação no músculo interno do buço, responsável por tracionar o lábio superior para cima, impede que ele suba e, mantendo-se no lugar, expõe menos a gengiva. “A melhora do quadro é notória e não há perda de sensibilidade no lábio superior, nem a sensação de face paralisada”, garante Tatiane.A toxina botulínica é muito útil ainda na preparação dos músculos da boca do paciente que vai fazer implante dentário. A substância ajuda no relaxamento da musculatura da mastigação, o que favorece a adaptação ao uso de próteses dentárias.Assim como acontece quando usado para fins estéticos, pela Medicina, a toxina botulínica na odontologia também tem duração de seis meses e precisa ser reaplicado para continuidade do bom resultado.
Mais informações »
 
Traduzido Por Mais Template
Template by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top