sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Sexo e relacionamento: 14 comportamentos masculinos que elas abominam no sexo

A fim de evitar o sexo meia boca – só orgasmos múltiplos interessam – Leia 14 atitudes masculinas com que as mulheres estão cansadas de ter que lidar e que fariam do mundo um lugar mais feliz caso desaparecessem da face da Terra. Leia e lime esses comportamentos empata-fodas da sua vida: 1# O queima largada Mal tirou a roupa e o cara já quer partir pra meteção. Calma amigo, cê tem uma gata aí do seu lado: curta o momento! Essa é a hora de apertar, beijar, passar a mão, apertar mais forte, lamber, chupar, cuspir, morder, usar, suar… Fazer tudo o que for consentido, mas nada de pular as preliminares! 2# O fixação anal Aquele cara que quer comer seu cu toda hora e, mesmo você já tendo dito claramente o “hoje não, Faro!”, ele não para de tentar enfiar o dedo lá atrás. Amigo, não é não! E não vai ser na base de tentativas com dedadas que você vai atingir sua meta. Aceite que dói menos e vá se divertir com os outros brinquedos do parquinho. 3# O rapidinho egoísta O cara que dura 5 minutos, cai pro lado, vira peso morto e nem se dá ao trabalho de fazer a mina gozar também. Quer tipinho mais egoísta? Nesse caso o problema tem raízes profundas: certeza que também não dividia passatempo na hora do lanche! 4# O britadeira man Aquele cara que acha o seu lugar, a sua posição perfeita e fica lá: p-r-a-s-e-m-p-r-e. Ele liga o botão britadeira e permanece na mesma função frenética até gozar sem dar a mínima pra saber se a mina tá curtindo ou não. Coelhinho da Duracell, apenas pare! 5# O wannabe porn star Aquele cara que quer botar em prática todos os seus anos de experiência no xvideos e só falta vir com um anão a tira colo pra completar suas pretensões orgísticas. Calma amigo, menos pornohub e mais Erica Lust. 6# O não-chupador Não passará! Calcinhas no chão merecem um oral – e bem feito! Nada daquela passadela de língua de 5 minutos. Tem que chupar gostoso sim! Dê atenção a essa parte tão importante e tão renegada às mulheres. Quer um incentivo? Um oral bem feito sempre volta pra você! 7# O mãozinha Aquele cara que vem com uma mãozinha adicional que fica empurrando sua cabeça pra baixo enquanto você tá lá no blow job. Não me entenda mal: tem aquela mãozinha de incentivo do tipo “isso aí garota, você tá fazendo certo! continue assim”, mas o foda é quando o cara perde a mão (com o perdão do trocadilho) e a mãozinha de incentivo torna-se a mãozinha adicional, que se você não tomar cuidado pode até te fazer engasgar numa tentativa frustrada de garganta profunda desavisada. 8# O deselegante Aquele cara que não avisa quando vai gozar. 9# O cascão Aquele sem noção que aparece com o pau claramente mal lavado, com resquícios de xixi, cheirando a toalha suja ou cueca usada. Não dá, né? 10# O esquecido As mulheres, somos portadoras do clitóris: um botãozinho mágico capaz de provocar imenso prazer quando manuseado da maneira correta. E parece que alguns caras simplesmente se esquecem dessa arma secreta! 11# O boneca inflável friendly Aquele cara que acha que seu peito é de borracha, pega e aperta forte, manuseia de qualquer jeito ou concentra todos os seus esforços somente nos mamilos. Meninos, tem ir com calma e fazer carinho com o mesmo jeitinho que vocês gostariam que fizessem nas suas bolas e não numa boneca inflável. 12# O mudinho Aquele que, durante o ato, mal aparenta mudanças no ritmo de sua respiração, mal geme e às vezes você nem nota que ele gozou. Parece que você tá transando com a Kirsten Stewart. Ninguém aqui tá pedindo pra você chegar fluente no dirty talk, mas mostrar um pouco de atitude é fundamental. 13# O hematofóbico Aquele cara que recusa uma foda porque você tá menstruada. Só lamento por esse tipo já que, nesses casos, nada que toalhas extras não resolvam o problema. Bônus point: há mulheres que ficam com muito mais tesão nesse período. Acho que chegou o momento de você rever suas atitudes, caro hematofóbico. 14# O surdinho Aquele cara que finge que não escutou quando você pediu pra ele colocar a camisinha. Ou que tenta te convencer a fazer sem porque com a borracha não dá pra sentir nada. “Só a cabecinha” é o caralho: encapa o menino aí!
Mais informações »

Pela quinta vez consecutiva, a DASH, dieta criada para combater a hipertensão, fica em primeiro lugar no ranking dos especialistas em nutrição

E o Oscar das dietas vai para... a Dash, é claro. Nos bastidores, nenhuma surpresa. Afinal, é o quinto ano consecutivo que o cardápio encabeça o ranking da publicação americana US News & World Report, que convida especialistas em nutrição, diabete, obesidade e cardiologia para avaliar planos de dieta de acordo com critérios como facilidade de adesão, valor nutricional, segurança, perda de peso em longo prazo e controle e prevenção das doenças cardiovasculares. Neste ano, a DASH - sigla para Dietary Approaches to Stop Hypertension ou, numa tradução livre, dieta para barrar a hipertensão - desbancou outras 41 dietas, derrotando fortes concorrentes como o menu mediterrâneo e o preconizado pelo grupo Vigilantes do Peso. O cardápio foi, na verdade, campeão em três categorias: melhor dieta em geral, dieta mais saudável e melhor dieta para o manejo do diabete. O sucesso da DASH com quem entende de nutrição se deve justamente à simplicidade e à ausência de regras restritivas. "Não há nada de dramático ou radical nesse cardápio. Pelo contrário, ele enfatiza os alimentos que sempre são recomendados e nenhum grupo é considerado fora dos limites", declarou a SAÚDE Angela Haupt, editora da US News & World Report. Mas esse plano alimentar não cai nas graças apenas dos jurados do ranking americano. Camila Gracia, nutricionista o Hospital do Coração (HCor), em São Paulo, acredita que a DASH também é preferida entre muitos especialistas brasileiros, também em função de sua riqueza nutricional e praticidade. "Ela tem uma atitude mais positiva em relação à alimentação. Não exige dos adeptos muitos malabarismos gastronômicos e pode ser feita com alimentos que estão perto de você", justifica. Como não restringe grupos alimentares, é mais fácil de ser seguida - tanto por quem quer controlar um problema de saúde como por quem busca preveni-lo. O que é que essa dieta tem? Para responder a essa pergunta, vale entender em que contexto a DASH foi criada. Apesar de ainda ser um nome meio estranho aqui no Brasil, a DASH existe há quase duas décadas e está baseada em estudos patrocinados pelo The National Heart, Lung, and Blood Institute (NHLBI), nos Estados Unidos. Inicialmente foi desenvolvida com o foco de controlar a pressão arterial de modo a evitar o uso de medicamentos. E o êxito nessa seara foi atestado já nas primeiras análises. "Os resultados mostraram que, em comparação com a típica dieta dos americanos, a DASH foi eficiente não só na redução da pressão arterial, como também nos níveis de gordura", conta Janet de Jesus, nutricionista do Centro de Tradução de Pesquisas e Implementação Científica do NHLBI. Desde então, são muitas as revisões científicas que demonstram que a dieta tem o potencial para afastar uma série de encrencas: acidente vascular cerebral, insuficiência do coração, pedras no rim, diabete e até alguns tipos de câncer. Quando se respeitam os limites calóricos, a DASH também atua no controle do peso. Com a vantagem de ser um caminho mais seguro para garantir os resultados por muito mais tempo. É o que explica Maíra Branco Rodrigues, nutricionista do Hospital das Clínicas de São Paulo: "Perder quilos de forma gradual provoca uma mudança no estilo de vida, o que é benéfico inclusive para manutenção do peso a longo prazo. Pensando nisso, a DASH é mesmo a melhor escolha". Esses benefícios todos só são possíveis porque a dieta enfatiza o consumo de frutas, hortaliças e grãos integrais, como aveia e linhaça, além de prever maior ingestão de laticínios magros, peixes, óleos vegetais e oleaginosas (nozes, amêndoas, castanhas, etc...). E propõe uma diminuição no consumo de sódio, açúcares e de gorduras saturadas, encontrada principalmente em carnes vermelhas, e trans, presente em frituras e alimentos industrializados. Isso significa que o churrasco de domingo e o docinho de vez em quando continuam liberados. Basta ter bom senso e moderação. Sobretudo se já houver excesso de peso ou pressão alta no pedaço. "O ideal é fazer uma autoavaliação levando em conta quantidade e frequência com a qual você ingere alimentos calóricos e gordurosos", aconselha Camila. Já está pensando em aderir à DASH? Frutas, legumes e verduras O combo é pobre em calorias, o que facilita a perda de peso, e rico em vitaminas e minerais, essenciais para que o corpo execute até a mais básica das funções, respirar. Também é carregado de fibras, que além do controle da função intestinal e aumento da saciedade, ajudam a reduzir a concentração de glicose no sangue ( os diabéticos comemoram!) e do colesterol ruim, o LDL. Por fim, as frutas, especialmente as cítricas e as vermelhas, são cheias de antioxidantes, moléculas capazes de retardar ou evitar disfunções das células e o consequente aparecimento de doenças crônicas, como hipertensão, piripaques cardíacos e câncer. Quanto consumir: de 4 a 5 porções ao dia. Leite e derivados magros Além de ser boa fonte de proteína e vitaminas A e D, os laticínios são a melhor maneira de colocar o cálcio para dentro do corpo. Em equilíbrio com o potássio, também encontrado nesse grupo de alimentos, o mineral auxilia a controlar a pressão arterial e inibe enzimas responsáveis pela armazenamento de gordura no corpo. Outro benefício, aí em longo prazo, é a própria manutenção óssea. Uma ingestão adequada de cálcio afugenta a osteoporose e passa a rasteiro no risco de fraturas. Quanto consumir: de 2 a 3 porções ao dia (cada uma corresponde a 1 copo de leite, 1 xícara de chá de iogurte ou 1 pedaço de 40 gramas de queijo). Carnes magras Proteínas magras, como peixe, frango ou ovo, são famosas por estimular o metabolismo e reconstruir os músculos. Os frutos do mar levam uma vantagem: contam com a gordura ômega-3, que combate a inflamação das artérias, favorece o controle do colesterol e resguarda a atividade cerebral. Se você é um dos loucos por carne vermelha, prefira os cortes mais magros, como alcatra, filé mignon, lagarto e patinho. Quanto consumir: 2 filés por dia. Óleos vegetais Ricos em vitamina E e ômegas 3, 6 e 9, esses alimentos facilitam a absorção de vitaminas lipossolúveis (A, D e K) e participam da produção de hormônios fundamentais para o corpo, como cortisol, estrógeno, progesterona e testosterona. Também ajudam a regular os níveis de colesterol bom e ruim no organismo. Para cozinhar alimentos, prefira os óleos de soja, canola e girassol. Para temperar saladas e dar mais sabor ao prato, vá de azeite de oliva extravirgem. Quanto consumir: de 2 a 3 colheres de chá por dia. Diminua: sal, açúcar e gordura trans A Organização Mundial da Saúde (OMS) orienta que adultos consumam menos de 2 gramas de sódio, ou 5 gramas de sal, por dia. Isso equivale a menos de uma colher de chá de sal. Vale lembrar que um sanduíche como este da foto e produtos industrializados, embutidos estão carregados de sódio. Já em relação ao açúcar, a recomendação da OMS é não ultrapassar 5% das calorias ingeridas por dia, o equivalente a 25 gramas ou, mais ou menos, seis colheres de chá.
Mais informações »

Confira o ensaio fotográfico de Jesus Luz para a nova coleção da Usted

A coleção de inverno 2015 da Usted explora os anos 60, o período de maior quebra de paradigmas do século XX e que foi a porta de entrada para a revolução comportamental que influenciou as décadas subsequentes. Os movimentos culturais, o espírito libertador e a quebra de estereótipos foram a principal fonte de inspiração da marca. Confira a nova campanha com o modelo Jesus Luz.
Mais informações »

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Jonatas Faro lança EP no Itunes e fala sobre a carreira de cantor

Confira a entrevista de Jonatas Faro para a Revista Quem. Desde pequeno, Jonatas Faro dava sinal de que a carreira artística estava em suas veias. Aos 11 anos, ele estreou na TV em Chiquititas e mostrou seu potencial como ator, mas tinha um desejo latente que só muitos anos depois ele conseguiu concretizar: lançar um trabalho como cantor. O resultado foi o EP homônimo, com três músicas. “Queria começar devagar; não tão pretensiosamente”, explica ele, em conversa exclusiva com QUEM. As faixas, disponibilizadas no iTunes, enaltecem um lado mais romântico e autoral de Faro, que assina a composição em todas. O primeiro single, E Mais Ninguém, por exemplo, é uma declaração de amor, cantada sob melodia que impregna, além do grande refrão que mostra, pertinentemente, a potência vocal e falsete suave do artista. “Tentei falar de amor, sem ser clichê”, conta, enfatizando que está “solteiraço”. Em Tudo Vai Voltar, no entanto, ele larga o tom meloso e se arrisca no pop rock. Na letra, Jonatas tenta convencer alguém com o coração partido a não desistir. Já Vou Te Guiar tem como base a guitarra, enquanto ele canta sobre as dificuldades de um relacionamento. Se isso prova algo, é que o EP, além de dar uma prévia sobre o que esperar dele como cantor, também mostra que Faro ainda procura sua identidade como artista, tentando agregar suas influencias em sua própria música. Com inúmeras novelas em seu currículo, o ator garantiu que não pretende deixar sua carreira de lado, mas sim agregar mais uma função – uma das prerrogativas de ser artista. Durante a entrevista, ele explicou seus planos para a divulgação do EP, a importância de seu avô em sua música e como deseja passar isso para o filho, Guy, de 3 anos. Leia a conversa na íntegra: QUEM: Quando a ideia de virar cantor saiu do papel? JONATAS FARO: Quando falei com a gravadora, já fui com a ideia de fazer um EP. Queria começar devagar - não tão pretensiosamente com um CD de 10 ou 12 músicas - para sentir qual caminho seguir. Em junho de 2014, fechamos com o (produtor musical) Rique Azevedo e ficamos dois meses compondo mesmo, de porta fechada. QUEM: Como funcionou o processo de gravação para você? JF: Na verdade as melodias vinham naturalmente. Às vezes, conversando sobre algum assunto, surgia alguma letra. E Mais Ninguém, por exemplo, começou pelo refrão e depois fizemos o começo. QUEM: Quantas músicas foram resultados desse processo e como você escolheu o que caberia no EP? JF: Fizemos de 10 a 12 faixas e fomos garimpando, deixando o que tinha mais cara do projeto, ou seja, o que era mais legal para lançar imediatamente. QUEM: Uma das músicas tem um tom mais romântico. Essa escolha foi algo natural? JF: Essa primeira, na verdade, é a mais lenta. Quando começamos a fazer a letra, notamos que a melodia era mais romântica. Mas achei bacana fazer algo mais neutro. Falando de amor, sem ser clichê. Um amor maior, que pode ser de um pai para um filho, de um homem para uma mulher, ou entre irmãos. O amor na forma genuína, sem classificar ou limitar. As outras duas já são mais pop rock, uma pegada mais agitada. Tem uma bateria mais pesada e devemos lançar em breve. QUEM: E como começou o seu apreço pela música e quando você percebeu que tinha talento para isso? JF: Vem desde muito pequeno. Nem tenho uma lembrança de como começou isso. A minha família é muito musical. Minha mãe era professora de violão, canta também. Só que desde os 12 anos, eu gravo músicas de amigos e componho. Em 2013, começamos a amadurecer a ideia, conversamos com a gravadora e eles toparam na hora. QUEM: Quem são suas inspirações? JF: Gosto muito de Bruno Mars e fico de olho no trabalho dele. Também gosto de Justin (o Timberlake), que agora tem um trabalho mais maduro e o Ed Sheeran, que tem uma música que admiro muito. Mas não consigo te dizer a minha referência de trabalho, mas cresci ouvindo de tudo, principalmente esses artistas das antigas. QUEM: Mas alguém influenciou? JF: Meu avô (Gilberto Sereno), que faleceu há 1 ano e meio. Lembro de nós viajando, pegando 10 horas de estrada, e ele me mostrando artistas como Stevie Wonder, Babyface, Frank Sinatra, Elvis Presley. Era a paixão dele sentar depois, de noite, com um copo de uísque e ficar me contando história de como eles começaram e conseguiram o sucesso. Essas são as pessoas que me influenciaram. Fui começar a ter contato com os nossos artistas com 18 anos. QUEM: E como vai ser a divulgação... shows? JF: Queremos fazer um pocket show, algo mais reduzido, em São Paulo no começo desse ano, para ir divulgando aos poucos e até mostrar um pouco mais qual é a minha praia. Devo cantar algumas músicas gringas. QUEM: E a carreira de ator, pensa em deixar de lado? JF: Com certeza não vou abandonar. Quero agregar sempre. Gosto de bater nessa tecla até as pessoas entenderem que fazer um não significa deixar o outro e que isso é normal. Lá fora é muito comum, inclusive. Posso continuar fazendo novelas ou filmes. Principalmente eu, que adoro fazer musical, que é onde conseguimos juntar todas essas vertentes, mas não existe abandonar um para fazer outro. Temos que lidar com o que vai surgindo, espontaneamente. QUEM: Você falou do seu avô e como ele te influenciou, isso é algo que você deseja passar para o seu filho? JF: O meu filho é muito pequenininho. Tem só três anos e meio. Acabou de passar da fase da Galinha Pintadinha (risos). Escuta Frozen. Não tem muita percepção. Mas já escutou a minha música, escuta direto no carro comigo, já sabe que sou eu e até sorri. Mas quando ele for maior, com certeza, quero ver a reação dele. Eu, desde muito pequeno, já gostava de escutar música. Roubava o walkman da minha mãe e ficava ouvindo coisas que ela curtia na época. O Guy já é muito musical, canta, fica se balançando. E esse lado vem tanto meu, quanto da Dani (Winits, com quem Faro foi casado por três meses), que também é apaixonada por música.
Mais informações »

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

T Active: Cantora e atriz Thalia lança série Fitness em seu canal no Youtube

A cantora e atriz mexicana Thalia começou 2015 com tudo, uma das suas metas é manter o corpo e mente sarados em 2015. Para promover o bem estar das pessoas a interprete de "Por Lo Que Reste De Vida" convida os internautas para praticarem exercícios físicos. A artista considerada a imperatriz da beleza, lançou uma série na sua conta oficial do Youtube chamada "T Active". "T Active" é uma série de vídeos onde mostra a rotina de Thalia realizando seus exercícios. A mexicana aos 43 anos, mesmo tendo dois filhos está com um belíssimo corpo, resultado de muitos exercícios físicos. Acompanhe o primeiro vídeo da série: E PASMEM!!! ELA FAZ NA AULA DE YOGA TUDO QUE SUA COLUNA NEM IMAGINAVA QUE EXISTE! Quer entrar junto com a Thalia na rotina de exercícios? Escreva se na conta da artista no YouTube e confira mais dicas.
Mais informações »

A importãncia do sono para os praticantes de corrida

“Dormir é uma das melhores coisas da vida!” Você, muito provavelmente, já ouviu – ou preferiu – essa frase. De fato, encostar a cabeça no travesseiro é uma necessidade natural do nosso organismo. Contudo, poucas pessoas sabem qual é a real importância do sono para o nosso corpo – principalmente quem corre ou pratica qualquer outro tipo de atividade física. “Um dos principais benefícios para os corredores é a recuperação muscular e celular”, aponta Rodrigo Resende Palhares, médico do esporte do Instituto do Atleta (INA), em São Paulo. “Durante o sono, nosso organismo promove os ganhos de condicionamento físico, força muscular e aeróbica.” Isso acontece graças ao hormônio hGH, responsável pelo crescimento e que se desenvolve durante o sono. “Sua principal função é manter o tônus muscular, evitar acúmulo de gordura e melhorar o desempenho físico de uma forma geral”, explica. Por conta disso, a falta de uma boa noite de sono pode causar, de acordo com o especialista, a chamada síndrome do overtraining. “O American College of Sports Medicine indica oito horas de sono por dia para pessoas que treinam”, diz Palhares. Não dormir bem pode acarretar em outros problemas para os corredores. “Privando-se do melhor período para dormir, a pessoa está sujeita a alternância da liberação hormonal e a experimentar sintomas como irritabilidade, fadiga, sonolência durante o dia, déficit de atenção, de memória, além de predisposição a problemas cardiovasculares, metabólicos e obesidade.” O hGH também retarda o processo de envelhecimento” Com o sono insatisfatório, as células não são repostas como deveriam, fazendo com que quem não dorme bem envelheça mais depressa”, diz. O sono e o emagrecimento Segundo o médico, a privação do sono diminui os níveis de leptina, hormônio que controla o apetite e a massa corporal; aumenta as quantidades de grelina e orexina, hormônios ligados à fome, sono e metabolismo. “Isso pode levar o indivíduo a sentir mais fome, um grande problema para quem quer perder peso.” Uma noite mal dormida também amplia os níveis de cortisol, o que causa um acúmulo de gordura visceral que envolve os órgãos – a mais perigosa para a saúde. O sono e a mente O cérebro também precisa de um descanso para, no dia seguinte, processar mais milhares de informações. “O sono é o momento para arquivar e consolidar as informações que recebeu durante o dia, inclusive técnicas e rotinas de treino”, conta Palhares. “Ao dormir pouco, a performance mental pode sofrer uma baixa, diminuindo em até duas vezes a capacidade física.” O sono e o emocional Se você tem problemas para se concentrar antes de uma grande prova, por exemplo, é melhor dormir um pouco mais. “Descansados, os corredores se sentem mais fortes e confiantes para encarar um treino mais difícil ou uma competição”, garante. Organize seu treino e seu sono Se você costuma correr pela manhã, terá um maior período de gasto calórico, pois o corpo permanecerá em atividade durante o dia e a noite será a hora de se regenerar. “Já se você treina no período da noite, tome cuidado para ter um intervalo mínimo de duas horas entre terminar o exercício e ir dormir para que o metabolismo desacelere”, comenta o médico. Boa noite! Parece receita de avó, mas tomar um copo de leite morno antes de dormir pode ajudar você a pegar no sono. “A bebida possui triptofano, um neurotransmissor que está fortemente ligado ao relaxamento profundo”, revela Palhares. Se nem essa dica ajudar, é hora de procurar um médico especialista para poder descobrir qual pode ser o problema das suas noites mal dormidas. Descanso faz parte do treinamento. “O corredor termina uma atividade com déficit de energia e o sono é fator preponderante na recuperação.” Se esse repouso não é adequado, o estresse físico se acumula e o esportista fica mais sujeito a lesões – bem como infecções – devido à queda de imunidade. O rendimento, por consequência, também cai. Veja também a opinião do Dr. Carlos Alberto Pastore.
Mais informações »

Somatodrol é a nova febre nas academias: Suplemento aumenta a testosterona e o HGH

Pessoas que frequentam academias em geral têm objetivos em comum - eliminar gorduras, ganhar massa muscular, ter mais saúde. Para conquistar um desses objetivos, ou todos eles, muitos acabam apelando para produtos de origem duvidosa, que muitas vezes colocam a saúde em risco. Mas é possível escapar dessa roubada, e mesmo assim ter resultados surpreendentes. A indústria fitness cresce a cada ano e, com isso, vem o desenvolvimento de novos produtos e aliados para quem busca um corpo mais bonito. Com fórmulas cada vez mais modernas e avançadas disponíveis, ter o corpo dos sonhos sem colocar a saúde em jogo já é uma realidade. Os suplementos alimentares são o maior exemplo. Com o desenvolvido tecnológico para sua produção, hoje é possível ter efeitos incríveis em pouco tempo, com substâncias naturais – algo impensável até um passado não muito distante. Uma das mais recentes descobertas relacionadas ao desenvolvimento físico possibilitou na criação de um suplemento que pode aumentar a massa muscular natural e rapidamente, sem os efeitos colaterais e as restrições legais de esteroides anabolizantes e outros produtos do tipo. O poder da Arginina e da Ornitina no aumento da massa muscular. Desta descoberta, surgiu Somatodrol, um suplemento que favorece o aumento da massa magra sem uso de hormônios ou esteroides. Isso acontece porque o suplemento oferece ao organismo substâncias naturais que estimulam o próprio organismo a produzir Testosterona e HGH, os dois hormônios mais importantes para o crescimento dos músculos. Além da Ornitina e da Arginina, a fórmula de Somatodrol contém minerais que favorecem a eliminação de gorduras e a saúde dos músculos, como Zinco, Magnésio, Cálcio e Boro. Ao contrário dos antigos produtos utilizados para o mesmo fim, Somatodrol não é um remédio, mas um suplemento alimentar, testado e aprovado por muita gente que depende de um corpo forte e saudável para ganhar a vida. Lutadores de MMA, campeões de atletismo e atletas de outros esportes são exemplos conhecidos. Como as terapias de reposição hormonal passaram a ser consideradas uma forma de doping - não por causa de problemas, mas por serem uma grande vantagem em relação a quem não as utiliza – suplementos como o Somatodrol se tornaram uma opção saudável e dentro das regras para se manter em forma. Wayne J.G. Hellstrom, estudioso e incentivador da reposição hormonal, afirma que um terço dos homens norte-americanos que repõe hormônios o faz através de suplementos de uso oral. No caso do Somatodrol, o suplemento ajuda organismo a elevar os níveis de testosterona e HGH (hormônio do crescimento) na medida certa, causando diminuição da gordura corporal e aumento da hipertrofia muscular – duas coisas indispensáveis para você ficar do tamanho que você quer! Além disso, Somatodrol acelera a recuperação muscular pós-treino, elimina câimbras e suaviza a tensão muscular, aumenta a potência e o apetite sexual, aumenta a eficiência do consumo energético e diminui a fadiga. Para ter todos esses benefícios, basta comprar o Somatodrol. É um produto natural, aprovado pela ANVISA - o órgão regulador do Ministério da Saúde do Brasil - e que não precisa de receita ou prescrição médica, porque não é um remédio, e sim um suplemento alimentar.
Mais informações »

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Saiba o que é ZMA, conheça os efeitos, benefícios e dicas de tomar

ZMA é o suplemento composto por zinco, magnésio e vitamina B6 em boas concentrações, que promete ajudar no aumento dos hormônios anabólicos, no aumento da massa magra e na força de atletas. Além disto, estudos mostram que a combinação destes nutrientes em formas especiais, podem favorecer o aumento da testosterona, hormônio tão importante para quem busca melhor performance. Por isso, hoje o ZMA pode ser utilizado como um substituto natural de pró-hormonais, produtos esses que são perigosos a saúde. Estudos hoje demonstram que o praticante de musculação, no qual treina em alta intensidade, tende a perder zinco e vitamina B6 durante a prática do exercício físico de alta intensidade. O magnésio é outro nutriente que além de ser realmente carente na maioria das pessoas, este se faz ainda mais carente ao praticante de atividades físicas, visto que este nutriente é perdido com o levantamento de peso. Por isso, a reposição destes nutrientes torna-se tão essencial para o bom funcionamento do organismo e para que possamos atingir resultados ainda melhores. O zinco e o magnésio são utilizados em centenas de reações enzimáticas, entre elas a produção de testosterona no corpo, o que mostra sua importância, porém faltam pesquisas para demonstrar que pessoas que já tenham bons níveis desses mineirais irão se beneficiar da dose extra deles contida no ZMA. O que também é sabido por atletas que utilizam esse suplemento é que ele proporciona um sono relaxante e de melhor qualidade, e para a recuperação muscular e diversos outros processos no nosso corpo uma boa noite de sono é muito importante. Alguns também reportam ter sonhos muito mais vívidos ao fazer uso desse suplemento (e pesadelos também!). Portanto, se você faz uso do ZMA para ter uma boa noite de sono, auxiliar a sua recuperação muscular e aumentar o nível de magnésio e zinco no seu corpo terá suas espectativas atendidas, mas no que diz respeito a aumento dos níveis de testosterona e IGF-1, esse provavelmente não será o caminho certo. Como usar ZMA O ZMA deve ser usado de noite, de preferência logo antes de dormir e com o estômago vazio. A quantidade de cápsulas irá depender do produto, no caso do ZMA da Primaforce a dose sugerida é de 3 cápsulas para homens e 2 cápsulas para mulheres. Vamos entender melhor como funciona em nosso organismo cada nutriente do ZMA? O zinco é um nutriente essencial para nosso corpo, por isso estar em dia com a ingestão dele é fundamental para o bom funcionamento do organismo. Ele atua em nosso organismo intervindo o metabolismo das proteínas ácidos nucleicos, é responsável pelo estimulo de mais de 100 enzimas presentes em nosso corpo, ajuda no sistema imunológico, fortalecendo o mesmo, ajuda na melhora da cicatrização dos ferimentos e etc. Você pode encontrar o zinco em alimentos como carne vermelha, carne de aves, ostras, nozes e etc. A deficiência deste nutriente em nosso organismo pode causar problemas como perda de cabelo, diarréia, impotência sexual, cansaço, perda de apetite, acne e diversos outros problemas. O magnésio também é um nutriente essencial para o corpo humano e sua maior abundancia é encontra em nossos ossos, visto que uma de suas maiores funções é a de construir e manter nossos ossos e dentes saudáveis. Paralelamente a sua maior função, o magnésio também age no controle de impulsos nervosos e contrações musculares, ativando reações químicas que produzem energia para dentro das células. Você encontra o magnésio em alimentos como nozes, folhas verdes, cereais integrais, leite, pão, soja e etc. A falta deste nutriente pode causar problemas como ansiedade, insônia, náuseas, fraqueza e tremores musculares, anemia, e até mais graves como alucinações, cálculo renal e taquicardia. A vitamina B6, também conhecida por piridoxina, é uma vitamina que tem um papel bastante importante no metabolismo das proteínas e na respiração das células. Além disto, diferentemente de outras vitaminas, ela não é excretada pelos rins, mas sim fica retida e vai diretamente para os músculos. Outro papel importante dela é no metabolismo dos aminoácidos, favorecendo assim a absorção dos mesmos pelos músculos necessitados. Você pode encontrar a vitamina B6 em alimentos como carnes vermelhas, peixes, levedura, leguminosos e etc. A falta desta vitamina pode causar problemas como: anemia, gengivite, náuseas, irritabilidade, nervosismo e etc. O que observar ao comprar Existe muita diferença de preço entre os produtos de ZMA, portanto pesquise bem antes de comprar. Verifique sempre a quantidade de cápsulas que vem no pote e também a quantidade de cápsulas que deve ser utilizada por porção. Também procure por produtos que tenham a forma de melhor absorção dos minerais, que no caso do zinco é o aspartato monomethionine e do magnésio é o aspartato. Agradecimentos e créditos: FullBody e Dicas de Musculação
Mais informações »
 
Traduzido Por Mais Template
Template by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top